Você conhece a importância do pensamento visual na organização da sua empresa?

Sabemos que nem sempre é fácil transmitir as ideias para o plano das ações, às vezes precisamos enxergar o inteiro de uma situação para tomar uma decisão importante. Fazer isso é difícil quando não sabemos ou não conseguimos nos organizar, com uma rotina de negócios puxada acabamos anotando várias informações importantes em papéis que perdemos por falta de organização.

Utilizar ferramentas como post-it, diagramas, figuras e rascunhos ajudam a transferir uma ideia conceitual aos seus colaboradores e visualizar o todo de uma situação. Todas elas são formas de armazenar as ideias, para começar um planejamento de ações primeiramente é necessário criar um esboço daquilo que desejamos fazer.

O pensamento visual geralmente é utilizado junto ao Modelo de Negócio, desta forma é possível capturar o todo e transformar essas ideias em informações tangíveis, sem medo de perdê-las. Pensando nisso gostaria de apresentar a vocês uma forma de trabalhar com este conceito no seu dia-a-dia empresarial.

Como utilizar o pensamento visual no seu meio de trabalho?

Canvas

O conhecido “Quadro de Modelo de Negócios”, está ferramenta de gestão utiliza frequentemente técnicas visuais, como tabelas e diagramas. Você pode construir seu próprio canvas de acordo com as necessidades da sua empresa. O pensamento visual aliado a este quadro possibilita aprimorar os questionamentos estratégicos adicionando valor e consistência em seu projeto. Usar post-its para mapear as ideias é uma ótima dica!

Você poderá usar uma lousa ou até mesmo a parede do escritório para criar o seu canvas. Primeiramente separe um espaço para cada bloco do quadro que deseja trabalhar, usualmente o canvas é conhecido por utilizar 9 blocos, sendo eles:

  • Proposta de valor: o que sua empresa oferece ao mercado e que terá valor para os clientes;
  • Segmento de clientes: quem é o seu público-alvo;
  • Canais: como o cliente compra e recebe o seu produto/serviço ;
  • Relacionamento com Clientes: como a empresa se relaciona com o os clientes;
  • Atividade-chave: quais são as atividades necessárias para que seja possível entregar  a proposta de valor;
  • Recursos principais: são os recursos necessários para realizar a atividade-chave;
  • Parcerias: são as equipes terceirizadas que auxiliam a empresa a realizar as atividades-chave;
  • Fontes de receita: forma de obter receita através da proposta de valor;
  • Estrutura de custos: são os custos necessários para arcar com a estrutura da empresa. 

Em cada um desses blocos você poderá alocar post-its, figuras entre outras coisas para estruturar e visualizar a situação da empresa e pensar em formas de alcançar melhor o seu público alvo!

Já conhecia o pensamento visual e o método do canvas? Nos conte sobre a sua experiência! Não se esqueça de comentar e compartilhar, adoraríamos ler sua opinião sobre o assunto! Caso queira saber mais, acesse nossos posts anteriores!

"Conhecimento compartilhado se multiplica..."

Giuliana Munaretto

Autora